Prefeitura Municipal de Parnaíba

Secretários de Mão Santa se articulam em Brasília em busca de recursos

 

Por determinação do prefeito de Parnaíba, Mão Santa, alguns de seus secretários, assessores e superintendentes, que com ele se encontram desde ontem (19) em Brasília, para a sessão especial da Câmara Federal em homenagem à cidade, estão aproveitando a oportunidade para visitar ministros em busca de viabilizar projetos e conseguir recursos para obras em Parnaíba.

 

 

O Secretário de Desenvolvimento Econômico e Projetos Especiais e superintendente de turismo, Edrivandro Barros, por exemplo, foi recebido nesta terça-feira pelo presidente da Embratur (Empresa Brasileira de Turismo), Gilson Machado, e pelo Assessor Especial da Presidência da República, Mozart Aragão Pereira, que é parnaibano, para tratar da viabilização de projetos para a Pedra do Sal, Lagoa do Portinho e Lagoa do Bebedouro, “a fim de alavancarmos o turismo para nossa região”, disse Edrivandro.

 

 

E concluiu: ”depois que o presidente da República esteve em Parnaíba e conheceu a realidade da administração Mão Santa, muitas portas vão se abrir para nosso município”.

 

 

O Presidente do Departamento Nacional do Obras Contra as Secas – DNOCS, Ângelo Guerra, também esteve com o prefeito Mão Santa nesta terça-feira, acompanhando de alguns diretores do órgão. Ele disse haver sido informado de que a sessão na Câmara dos Deputados, de homenagem aos 175 anos de Parnaíba seria hoje (20) e decidiu prestigiar. Mas ao saber que é somente amanhã e ele não pode estar presente, vão ficar outros diretores para representar o órgão.

 

“Para o Dnocs, a conclusão dos Tabuleiros Litorâneos é hoje a obra mais importante que temos e por isso, sabedores de que o prefeito estava aqui, viemos visitá-lo e tratar deste assunto”, disse o presidente Ângelo Guerra. Para o superintendente do Setor Primário,  da Secretaria de Agricultura, Ismael Abreu, é importante o encontro em Brasília, para melhor otimizar, também junto ao ministro Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional, a liberação, o mais breve possível, dos recursos para finalizar os Tabuleiros Litorâneos.