Prefeitura Municipal de Parnaíba

Secretária Adalgisa acompanha mutirão de cirurgias oftalmológicas que já beneficiou milhares em Parnaíba

Mais um mutirão de cirurgias oftalmológicas realizado com êxito em Parnaíba, por determinação do prefeito Francisco de Assis de Moraes Souza, Mão Santa. Periodicamente, a Prefeitura de Parnaíba promove esse serviço de saúde, beneficiando anualmente milhares de pessoas de baixa renda de todas as regiões de Parnaíba, incluindo das zonas rurais mais distantes e até de cidades vizinhas da Planície Litorânea. Desde 2021 os serviços são ampliados para atingir um público cada vez maior, não apenas para cirurgias de cataratas, mas também de pterígio, para a remoção da carne do olho.

A primeira-dama e secretária municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania, Adalgisa Carvalho de Moraes Souza, acompanhou os serviços do mutirão que ocorre anualmente e evidencia o compromisso e a responsabilidade da administração local com a saúde dos cidadãos parnaibanos e da macrorregião. A população beneficiada pelos serviços tem feito elogios e reconhecido todo o esforço do prefeito Mão Santa em oferecer um atendimento de qualidade aos munícipes.

A deputada estadual Gracinha Mão Santa também conferiu de perto o trabalho das cirurgias oftalmológicas, conversou com os pacientes e fez questão de destacar a importância da iniciativa da gestão do prefeito Mão Santa em proporcionar acesso amplo aos serviços de saúde.

Os mutirões de cirurgias oftalmológicas são realizados pela Prefeitura de Parnaíba, através da secretaria municipal de Saúde e secretaria municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania, com orientação de assistentes sociais. Antes do procedimento, os pacientes operados passam por uma rigorosa avaliação e exames com profissionais qualificados, para atestar a necessidade do tratamento cirúrgico.

Mensalmente, a Prefeitura de Parnaíba encaminha centenas de pacientes para avaliação da necessidade de procedimento operatório. A maioria das pessoas operadas é de origem humilde e não teria condições financeiras para pagar por um tratamento cirúrgico na rede privada de saúde, que cobra em média R$ 4 mil por cada olho operado.