Prefeitura Municipal de Parnaíba

Prefeitura: Problemas no abastecimento de água serão discutidos em Audiência Pública

A Prefeitura Municipal de Parnaíba, através da Aserpa – Agência Parnaibana de Regulação dos Serviços Públicos, vai realizar dia 25 próximo mais uma Audiência Pública para tratar de problemas e soluções relativos ao fornecimento de água neste e em outros municípios da região, para a qual estão sendo convidadas diversas autoridades.

 

 

De acordo com o presidente da ASERPA, advogado Lisandro Ayres, “iremos apontar, na ocasião, os problemas da população como: falta de água de qualidade, esgotos que estouram em alguns pontos da cidade; falta de sistema de esgoto em alguns bairros; a água que falta e quando retorna é de péssima qualidade, tudo isso será abordado na audiência pública, que terá a presença do prefeito Mão Santa e de outros convidados como: o presidente da APPM, Jonas Moura e diversos prefeitos de outros municípios. Estamos entrando em contato também com alguns deputados que lutam contra essa situação de fornecimento de água que deixa muito a desejar em vários municípios”, disse Lisandro.

 

Acordo na Justiça

Lisandro Ayres disse também que está aguardando que a Agespisa cumpra o acordo firmado na Justiça local, onde a empresa assumiu que irá resolver em definitivo  os problemas constantes que surgem nos PVs (Poços de Visitações) localizados na entrada da Avenida Presidente Vargas; e também na Chagas Rodrigues, entrada para a Praça Santo Antônio

 

 

Ele disse que na rotatória da entrada da Av. Presidente Vargas, foi iniciado um serviço ainda não concluído e que a Aserpa está acompanhando; com relação à reposição da massa asfáltica, em locais danificados pela Agespisa, e que também está no acordo, “estamos aguardando, porque o que ficou  definido em audiência pública é que até dezembro eles entregariam tudo pronto. Estamos atentos ao cumprimento desse acordo. Eles andaram asfaltando alguns pontos, com relação aos PVs, em pontos isolados, em razão da cobrança da Aserpa e do Ministério Público. Mas isso não tem nada a ver com o que ficou acordado em audiência”, pontuou o presidente, salientando que “é muito asfalto que a Agespisa vai ter que repor  em vários pontos da cidade.

 

Ao final ele destacou a importância da população tomar conhecimento dessa audiência pública, que terá também a presença de Associações de Moradores e representantes de bairros que sofrem com a falta de água.