Prefeitura Municipal de Parnaíba

Com apoio da Prefeitura, espetáculo “Um Homem Chamado Jesus” emociona parnaibanos

Na sexta-feira Santa, dia 29 de março, a Associação Sociocultural Amigos Perseverantes (ASCAP) encenou o espetáculo “Um Homem Chamado Jesus – Paixão de Cristo 2024”, um verdadeiro marco cultural na região norte do Piauí. Mesmo diante das chuvas, o público compareceu em massa, ressaltando a forte tradição cultural e religiosa que permeia nossa comunidade.

Em sua 26ª edição, a encenação da Paixão de Cristo de Parnaíba, intitulada “Um Homem Chamado Jesus”, propôs uma reflexão profunda sobre a vida e os ensinamentos de Jesus de Nazaré, o Cristo. Sob a direção habilidosa da atriz Joana D’arc Alves, com assistência de cena de José Coutinho e direção geral de Juarez Fontenele, renomado produtor cultural e diretor de teatro, mais de 200 artistas locais uniram-se para dar vida a essa emocionante narrativa.

O espetáculo não apenas destaca o talento dos artistas da região, mas também promove o turismo cultural e religioso, evidenciando o potencial único de Parnaíba. Além disso, é uma poderosa ferramenta de evangelização por meio da arte teatral, alcançando aqueles que buscam uma conexão espiritual mais profunda.

Os personagens, interpretados por Davi Oliveira de Brito (Jesus Cristo), Francileuda Lopes (Maria), Flaviano Marques (Pilatos), Nill Santos (Herodes), Cristiano Cordeiro (Judas), Francisco Amaral (Caifás), Shirley Saraiva (Verônica), Leandro Silva (Tentador) e Val Araújo (Madalena), cativaram e emocionaram o público presente.Destaque também para a meticulosa produção dos figurinos e adereços, que enriqueceram visualmente a encenação e foram amplamente elogiados nas redes sociais.

O apoio fundamental da prefeitura municipal de Parnaíba. Além disso, o apoio cultural da deputada estadual Gracinha Mão Santa e dos frades capuchinhos da Paróquia de São Sebastião tem sido essencial para a realização e sucesso contínuo deste espetáculo emblemático.“Um Homem Chamado Jesus – Paixão de Cristo de Parnaíba” não é apenas um evento teatral, mas sim uma celebração da fé, da cultura e da união de uma comunidade em torno de valores que transcendem o tempo. Apoiar iniciativas como essa é vital para preservar nossa identidade cultural e fortalecer os laços que nos unem como sociedade.

Ascom