Prefeitura Municipal de Parnaíba
A CIDADE É O POVO

Prefeito encaminha para secretários requerimentos recebidos da Câmara para posterior execução

 

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, encaminhou na manhã de hoje, através do secretário de chefia de gabinete, professor Israel Correia, uma série de requerimentos a ele enviados pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Geraldo Alencar Filho, para posterior execução, “dentro das possibilidades e programação financeira do município”. Cada secretário, a quem o requerimento se destina, se responsabilizará em dar a resposta ao vereador autor da matéria.

 

 

Esta ação do prefeito inaugura uma nova prática na administração municipal, considerando que há décadas era voz geral na Câmara que prefeitos anteriores jamais sequer leram o material produzido pelos vereadores, que ficavam sem ver atendidas suas solicitações, criando um mal estar para eles perante suas bases eleitorais.

 

 

Diversos vereadores que foram reeleitos para a atual legislatura já se manifestaram positivamente a respeito do comportamento do atual prefeito, principalmente porque alguns deles passaram 4 anos da gestão anterior apresentando e aprovando requerimentos, repetindo-os, às vezes, sem que o prefeito tivesse a sensibilidade de atendê-los. Agora estes vereadores aplaudem o gesto do prefeito, que começou a executar obras solicitadas através de seus requerimentos, logo nos primeiros meses da atual gestão.

 

 

De acordo com o vereador Da Paz, o prefeito tem executado pedidos até mesmo de requerimentos apresentados por vereadores de oposição, algo impossível de acontecer em tempos passados. Um exemplo disso foi o ex-vereador Bernardo Rocha, que disse várias vezes, quando no mandato, nunca haver tido um requerimento seu atendido pelo ex-prefeito Florentino Neto, não obstante o gestor haver chamado todos os vereadores, no final de 2013, para que escolhesses os 5 principais requerimentos que gostariam de ver executados para que ele (Florentino) o fizesse por todo o ano de 2014. Acabou o mandato em 2016 e poucas foram as solicitações atendidas.