pontos turisticos

delta do parnaíba

Delta do Parnaíba

Tido como o maior delta do mundo, localizado no extremo norte do Estado do Piauí, fazendo divisa com o Maranhão, o Delta do Rio Parnaíba é o único das Américas que deságua em mar aberto, apresentando uma composição de ilhas e igarapés que chamam a atenção pela diversidade de espécies de sua fauna e flora. Diferentes roteiros para visitação do Delta do Parnaíba podem ser encontrados nas agências locais e também por nativos das ilhas que conduzem passeios únicos, possibilitando ao turista um contato mais próximo com a natureza do lugar, tanto no percurso pelas águas, como em paradas estratégicas para banho nas ilhas do delta.

lagoa do portinho

Lagoa do Portinho

Margeada por dunas de areias brancas, a Lagoa do Portinho, é um dos mais conhecidos pontos turísticos da região Norte do Piauí. A lagoa é visitada por famílias de parnaibanos e turistas de todo o Brasil que encontram opções para hospedagem, alimentação, descanso e lazer com banho e passeios pela lagoa e dunas, rodeadas por vegetação com forte presença de palmeiras entre coqueiros e carnaúbas. Segundo a lenda, a Lagoa do Portinho surgiu a partir das lágrimas da índia Macyrajara, que teria chorado durante dias, a morte do seu grande amor, índio Ubitã guerreiro pertencente a uma tribo inimiga da sua, que foi morto pai da índia, o chefe Botocó da tribo dos Tremembés.

porto das barcas

Porto das Barcas

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Porto das Barcas é o ponto de origem de Parnaíba, tornando-se o local de maior identidade e referência histórica da cidade. Ele está situado às margens do Rio Igaraçu, braço do Rio Parnaíba, e à direita da ponte Simplício Dias, que liga a cidade à Ilha Grande de Santa Isabel. O centro histórico é composto por armazéns antigos construídos pelos escravos, que serviam para o estoque de produtos do comércio de importação e exportação, como a carne de charque e outros gêneros. Atualmente nesses armazéns funcionam lojas de artesanato, pontos de alimentação, agências de ecoturismo e pousada, reunindo frequentemente moradores de Parnaíba e um grande número de turistas, que buscam conhecer parte da história da região.

praia pedra do sal

Praia Pedra do Sal

A única praia localizada no município de Parnaíba fica a 16 km do centro da cidade. O acesso pela Ponte Simplício Dias leva a uma das melhores opções para o turismo pelo seu aspecto rústico e natural. O Farol localizado em um belo conjunto de pedras, divide o mar agitado no lado leste das águas mansas do lado oeste. No lado bravo o ambiente é próprio para prática de surf, kitesurf e outros esportes náuticos. Na parte mansa é propício ao banho mais tranquilo. A praia conta com uma boa faixa de terra branca e fina, estrutura de lazer, bares, condições para pesca e descanso.

praça santo antônio

Praça Santo Antonio

A Praça Santo Antônio integra o sítio histórico arquitetônico de Parnaíba, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Uma das mais antigas praças da cidade é um logradouro público que chama a atenção por ser bastante arborizada, abrigando ainda importantes marcos como o Monumento do Centenário da Cidade (1844-1944) o Centro Cívico, onde acontecem desfiles e outras solenidades cívicas. O conjunto da praça apresenta ainda o tradicional Colégio das Irmãs e a igreja de Santo Antônio.

praça da graça

Praca da Graca

Localizada no centro da cidade, abriga o Monumento da Independência do Brasil no Piauí e reúne em seu entorno as igrejas Nossa Senhora do Rosário, e a Catedral de Nossa Senhora das Graças. Desenvolveu-se a partir da construção das igrejas no período colonial, e atualmente reúne prédios importantes como agências bancárias, Receita Federal, Correios, Hotel Delta, Câmara Municipal, escritórios, lojas comerciais e prestação de serviços.

igreja nossa senhora da graças

Igreja Nossa Senhora das gracas

Localizada no centro da cidade, abriga o Monumento da Independência do Brasil no Piauí e reúne em seu entorno as igrejas Nossa Senhora do Rosário, e a Catedral de Nossa Senhora das Graças. Desenvolveu-se a partir da construção das igrejas no período colonial, e atualmente reúne prédios importantes como agências bancárias, Receita Federal, Correios, Hotel Delta, Câmara Municipal, escritórios, lojas comerciais e prestação de serviços.

beira rio

Beira Rio

A Avenida Nações Unidas, conhecida Beira Rio é a avenida que passa pelo Rio Igaraçu no bairro do Carmo, um dos mais antigos de Parnaíba. O local concentra um grande número de tradicionais bares, pizzarias e restaurantes com pratos da culinária regional, destacando-se a torta de camarão e receitas com frutos do mar. Outra atração do local é o Calçadão Cultural, espaço que recebe nas noites de sexta-feira grande público para prestigiar atrações musicais com artistas da terra e convidados.

casarão simplício dias

Casarao Simplicio Dias

O prédio centenário de arquitetura colonial portuguesa construído no século XVIII está situado na Rua Monsenhor Joaquim Lopes com a Avenida Presidente Vargas, no centro da cidade. Pertenceu à família de Simplício Dias da Silva, primeiro governante da cidade. O local representou o centro administrativo e financeiro de Parnaíba na condição de Vila, época do Brasil império, e foi recentemente restaurado pela Prefeitura de Parnaíba. Hoje abriga a Superintendência Municipal de Cultura, o escritório do IPHAN em Parnaíba, e serve como local de visitação e exposições de artistas locais e nacionais.

museu do trem e maria fumaça

Museu do trem e maria fumaca Museu do trem e maria fumaca

Inaugurada em 1920, a estrada de ferro chegou a ligar o litoral ao centro norte do estado. A estação central do município hoje abriga o Museu do Trem, que disponibiliza acervo de fotos, objetos, e ferramentas de trabalho da época, marco do progresso comercial do município. A locomotiva Maria Fumaça prefixo 29, recentemente restaurada, se encontra próximo ao Museu, na Avenida Chagas Rodrigues, servindo de atrativo turístico. A locomotiva de procedência da Estação Ferroviária Nacional, foi fabricada nos Estados Unidos. Em 2006 foi incluída no inventário das locomotivas a vapor do Brasil, sendo a única do Piauí a fazer parte da memória ferroviária nacional.